Continua após a publicidade.
ad

Estão na moda e são perfeitos para ter mais tempo de qualidade e convívio. Temos várias ideias para organizar um clube de leitura.

Organizar um clube de leitura pode ser um projeto muito gratificante. É algo que proporciona um encontro regular entre pessoas que têm nos livros uma das suas maiores paixões. Autêntica magia e muitas amizades valiosas poderão sair de um clube de leitura!

Aqueles que experimentaram a magia dos clubes de leitura sabem como é bom discutir o último livro que leram com outros aficionados da leitura. 

Fazer parte de um clube de leitura é um forte incentivo não apenas para ler mais, mas também para ler melhor, examinando livros sob todas as perspectivas através de conversas. Ajudam-nos a obter novas perspectivas e a encarar mais profundamente a vida do que praticando a leitura solitária.

Saber como organizar um clube de leitura é contribuir para enriquecer toda uma comunidade

Além disso, organizar um clube de leitura é uma maneira de conhecer e fazer novos amigos numa altura em que, sejamos francos, pode ser mais difícil estabelecer novas e significativas conexões sociais. 

A socióloga Christy Craig estudou clubes de leitura de 2013 a 2015 e descobriu que eles podem ser tanto introspectivos como sociais. “Falar sobre literatura não é apenas falar sobre literatura”, ela disse ao Washington Post. “Também é examinar ideias, identidades, pensamentos, e conhecer-nos mais a nós mesmos.” 

Se está interessado em organizar um clube de leitura e dinamizá-lo, eis um pequeno guia para o fazer com distinção.

1.

Decida o tipo de clube de leitura e batize-o

Muitos clubes de leitura são generalistas, nos quais a variedade de estilos impera. Pode ser interessante na perspetiva de pessoas com gostos diferentes poderem trocar ideias.

Continua após a publicidade..

Por outro lado, há muitos clubes de leitura que apostam mais em nichos. A especificidade pode atrair as pessoas a participar e a permanecer, funcionando realmente como um “clube”.

Existem clubes de leitura que se concentram exclusivamente em livros clássicos ou até mesmo em períodos específicos, como a literatura dos “Loucos Anos 20”.

Alguns optam por destacar livros LGBTQ+ ou obras de autores negros, enquanto outros vão querer dar foco à literatura feminina ou a histórias centradas em comunidades marginalizadas. Outros desafiam o sistema auto proclamando-se como clubes de livros “proibidos”.

É normal as pessoas que são apaixonadas por um determinado género terem uma grande vontade de conhecer leitores semelhantes, por isso talvez seja mais fácil criar um clube de leitura com uma rápida e grande adesão cingindo o mesmo a um género específico.

Qualquer que seja a sua escolha, certifique-se que define bem a intenção para o seu clube de leitura, seja para se divertir de forma mais descontraída, conhecer pessoas, aprender diferentes perspetivas, ou analisar livros através de uma vertente literária mais séria. 

Continua após a publicidade..

Defina ainda qual é o perfil do público-alvo do clube de leitura: faixa etária, interesses, nível de leitura, etc… Comunicar essas intenções desde o início definirá o tom e as expectativas para com os membros do seu clube de leitura – e lhes dará motivação para continuarem a participar. 

Antes de passar para a próxima etapa, certifique-se de dar um nome adequado ao seu clube de leitura. 

Onde se desenrolará o seu clube de leitura? Será presencial, online, ou híbrido?

Agora que definiu o nome e o conceito para o seu clube de leitura, vamos falar sobre os moldes em que o clube se irá desenrolar.

Um clube de leitura presencial oferece o atrativo de haver encontros físicos: podem ser combinados lanches, jantares ou outros eventos para socialização. De entre os locais prediletos para realizar estes encontros estão: cafés, livrarias, bibliotecas, restaurantes, bares, associações, ou em casas particulares.

Por outro lado, clubes de leitura online oferecem mais flexibilidade de agendamento e menos pressão, já que as pessoas podem participar através de chamadas de vídeo no conforto de suas casas. 

Clubes de leitura online também são mais baratos, pois deixa de ser preciso se preocupar em arranjar sítios, ou planear viagens. Além disso, pode-se criar uma comunidade online de pessoas de todo o mundo através das redes sociais, utilizando plataformas como o Google Meet ou o Zoom.

Depois existe sempre o modelo híbrido. Mesmo que a ideia seja criar um clube presencial, é sempre boa ideia formarem um grupo no Facebook para que os membros do seu clube de leitura possam trocar ideias também através da internet.

3.

Encontre os membros do seu clube de leitura

Reunir membros para o clube de leitura pode parecer um pouco estranho e assustador no início.

Comece por abordar primeiro amigos e colegas de trabalho que suspeite que poderiam ter interesse em fazer parte do clube, ou indagar nas redes sociais. Se tiver maior ousadia, outra opção igualmente válida será afixar cartazes em zonas estratégicas, como bibliotecas, outros clubes de leitura, etc. 

Não desanime se conseguir apenas algumas pessoas no início. O tamanho do clube de leitura tende a variar naturalmente e mesmo grupos com 20 membros, frequentemente, dizem que apenas cinco a dez pessoas comparecem de forma consistente aos encontros. 

A seleção dos livros é um dos aspetos mais importantes a ter em conta quando se organiza um clube de leitura. A diversidade de géneros e temas é fundamental para manter o interesse e envolvimento dos participantes. Aqui estão algumas ideias para escolher os livros.

  • Rotação de membros: Cada membro escolhe um livro para ser abordado. Isso permite que todos partilhem os seus gostos e descubram novos autores e estilos literários.
  • Votação: Periodicamente, crie uma lista de opções e permita que os membros votem no próximo livro a ser lido. Essa abordagem é democrática.
  • Temas ou autores específicos: Outra ideia é criar ciclos temáticos ou explorar a obra de um autor específico. 
Share.