Continua após a publicidade.
ad

Se quer encontrar emprego ou mudar de carreira, há algumas tendências no mercado de trabalho em 2024 que deve conhecer – e que vieram para ficar.

O mundo está em permanente mudança e isso reflete-se, inevitavelmente num conjunto de tendências no mercado de trabalho que procuram dar resposta a novas exigências e necessidades que vão surgindo.

Em 2024, nem todas são novidade e outras há que estão cada vez mais evidentes.

Do digital à inteligência artificial, passando pela sustentabilidade e sem esquecer a conciliação dos mundos profissional, pessoal e familiar, reunimos algumas tendências que marcam o mercado de trabalho.

A revolução do digital e da sustentabilidade pós-pandemia

O futuro é digital – considerando as suas muitas e diversas vertentes – e é sustentável.

Pessoas, instituições e empresas estão juntas nesse caminho. O mercado impõe que assim seja, mas também o planeta e a sobrevivência (entenda-se saúde e qualidade de vida) de quem trabalha. Está tudo relacionado.

Após a pandemia de COVID-19 que veio dar destaque ao teletrabalho, ficou claro que o mesmo é possível, reduz custos, poupa o ambiente e promove a vida pessoal e familiar. Porém, tal só é possível devido à revolução digital a que assistimos.

Novas realidades laborais surgiram ou afirmaram-se no mercado, nomeadamente, nacional.

Assumir práticas cada vez mais sustentáveis é uma das grandes prioridades de organismos públicos e privados, algo que se relaciona diretamente com uma maior e mais expressiva responsabilidade social.

Deste conjunto, surgem várias tendências no mercado que caracterizam o contexto atual, referidas por especialistas e publicações da área, como o LinkedIn, maior rede social profissional do mundo, mas não só.

7 tendências no mercado de trabalho que vieram para ficar

Reunimos seis tendências no mercado de trabalho que deve mesmo considerar, caso esteja a preparar-se para procurar emprego ou mesmo para “dar uma volta” à sua carreira. Quanto mais adaptado for o seu perfil, mais probabilidades terá de sucesso.

Continua após a publicidade..

Já terá ouvido falar dos nómadas digitais e pode ser um. É certo que nem todas as profissionais o permitem, mas há muitas que sim. Se para trabalhar só precisa mesmo de um computador com as respetivas ferramentas ou programas e uma ligação à internet, em trabalho remoto ou por sua conta, pode trabalhar em qualquer lado. Isso significa que pode aderir ao nomadismo digital e juntar trabalho e descoberta de outras paragens e culturas.

Interessa, porém, procurar toda a informação relativa a impostos e outras questões burocráticas que isso possa implicar, dependendo do objetivo/destino.

2.

Inteligência artificial

A inteligência artificial é uma das mais importantes tendências no mercado de trabalho e está na base do futuro do planeta.

Apostar em áreas voltadas para a inteligência artificial, com especial destaque para as engenharias, como a informática e automação, pode ser uma forma de garantir emprego ao mesmo tempo que pode participar na evolução do mundo.

3.

Continua após a publicidade..

Conteúdo digital e dados

O conteúdo digital é um produto que tem vindo a ganhar cada vez mais atenção, importância e valor, para empresas e entidades publicas. À medida que o marketing digital e o conteúdo partilhado pelas redes sociais se assume como parte integrante e determinante em qualquer estratégia de negócio, novas profissões foram surgindo, nomeadamente pela necessidade de gestão de dados. Esta é uma das maiores tendências no mercado atual

4.

Sustentabilidade e responsabilidade social

A sustentabilidade está na ordem do dia. O futuro é verde e o mercado tem, obrigatoriamente, de seguir essa mesma linha.

Trabalhar em setores relacionados com ou que possam tirar partido desse aspeto, como engenharia do ambiente, turismo ou outros, é uma tendência crescente, a nível nacional e internacional.

A economia global depende muito do digital. Mais especificamente, o comércio eletrónico não para de crescer e qualquer negócio tem presença online. É uma forma de alcançar outros públicos e mercados. Porém, tem características muito específicas que envolvem engenharia, estratégia, marketing, comunicação, dados, entre outros.

6.

Trabalho remoto e freelance

O trabalho remoto e o regime freelance são tendências de mercado. Ao contrário do que representavam há uns anos, atualmente, não são necessariamente sinónimo de precariedade, mas são sobretudo uma forma de exercer a sua atividade profissional de forma mais livre, mais autónoma, sem sair de casa ou onde quiser.

Muitas áreas dispensam o trabalho presencial e muitos profissionais podem colaborar com diferentes empresas, sem exclusividade.

Se o seu projeto de carreira encaixa neste cenário, pode mesmo ser a melhor opção.

7.

Conciliação da vida profissional, familiar e pessoal

Conseguir conciliar o trabalho com as responsabilidades familiares e o bem-estar pessoal é um dos objetivos no centro das prioridades do mercado de trabalho em 2024.

Esta necessidade promovida, desde logo, pela União Europeia prevê que um trabalhador tenha mais tempo para as diferentes áreas da sua vida, promovendo, por sua vez o bem-estar e a saúde, tão importantes para evitar problemas como burnout, entre outros.

Esta medida inclui, por exemplo, o direito de pais com filhos menores de 12 anos usufruírem de horário laboral flexível que lhes permita, entre outras coisas, levar o progenitor à escola.

Veja também
As 12 melhores profissões para manter o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal

Respostas e ofertas

Se quer mesmo apostar numa carreira de futuro e se de facto se encaixa nas tendências no mercado de trabalho, perfeito, é apostar. Caso ainda precise de se preparar, existem, por exemplo, cursos online gratuitos através dos quais pode desenvolver novas competências, nomeadamente digitais.

Para outras informações e ofertas, pode e deve seguir grupos de profissionais da(s) sua(s) área(s) de ação/interesse, redes sociais como o LinkedIn, o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), a Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) ou mesmo a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) ou outros.

Share.