Continua após a publicidade.
ad

O primeiro despedimento pode acontecer a todos, mas é importante reagir. Saiba como dar a volta por cima. Continue a ler.

Ser demitido é mais comum do que se pensa e é sempre uma situação stressante, mas o primeiro despedimento é especialmente difícil. Esta situação pode despertar sentimentos de rejeição que podem resvalar para a autocrítica e ansiedade.

Uma empresa pode demitir um profissional por vários motivos, como cortes no orçamento, diferenças criativas ou desempenho insatisfatório, por exemplo. Mas seja qual for a razão, é importante que encontre formas de ultrapassar esta situação e de seguir em frente.

Mantenha em mente que um despedimento não define a sua carreira ou a sua vida. Encare como uma oportunidade para avaliar as suas metas e encontrar novos caminhos na sua carreira e vida.

A seguir, partilhamos algumas dicas para o ajudar a lidar com a perda do emprego e dar a volta por cima.

Primeiro despedimento: o que fazer para ultrapassar?

Antes de mais, aproveite este período para descansar e colocar as ideias em ordem. Também é importante que avalie a necessidade urgente – ou não – em conseguir um novo emprego, tendo em conta as suas finanças.

É normal sentir raiva, tristeza ou culpa quando se é despedido, mas é importante aceitar o facto de que o despedimento foi uma decisão da empresa e não tem nada a ver com sua autoestima ou capacidades.

E, por mais que custe, evite falar mal da empresa ou empregador publicamente. Fazer isto só irá prejudicar a sua imagem profissional, mesmo que tenha razão no que diz.

Aceitar a situação é o primeiro passo para ultrapassar e seguir em frente no seu percurso profissional.

Continua após a publicidade..

Se possível, tente entender as razões do despedimento e o que poderia ter feito de maneira diferente. Isso pode ajudá-lo a evitar erros semelhantes no futuro, bem como também pode aproveitar para perceber, em termos profissionais, que condições são importantes para si num emprego e das quais não abdica.

É muito bom ter sempre uma atitude positiva perante a vida pessoal e profissional, mas nesta situação é essencial, até para manter a sua saúde mental e não perder a esperança. Por isso, mantenha uma atitude positiva e mantenha-se ocupado. Procure fazer atividades que goste, seja ler, praticar desporto, viajar, entre outras.

4

Aprenda com a situação

Olhe para esta situação como uma lição e não como um falhanço. Use o primeiro despedimento como uma oportunidade para aprender e crescer. Talvez descubra novas competências ou paixões que possa explorar em futuras oportunidades de trabalho.

Aproveite para enriquecer o seu currículo com cursos e formação. É possível que perceba que mudar de carreira é a melhor opção para si, por exemplo.

Continua após a publicidade..

5

Reconstrua a sua rede de contactos

Quem não é visto, não é falado, por isso, não descure o networking, mantenha o contacto com antigos colegas de trabalho e outras pessoas da sua rede de contactos profissionais.

Vá a workshops e encontros profissionais dedicados à sua área de atividade, utilize as redes sociais – como o linkedIn – para encontrar profissionais e empresas e fazer crescer a sua rede profissional.

Tudo isto pode ajudá-lo a encontrar novas oportunidades de trabalho.

6

Organize uma rotina pessoal

É fácil, quando se está desempregado, perder completamente a rotina. Mas é importante que a mantenha e inclua na sua rotina a procura ativa por emprego. Sem rotina, o seu raciocínio estará tão confuso e desorganizado que poderá até prejudicá-lo numa entrevista de emprego.

7

Procure ajuda profissional

Se sentir dificuldades em lidar com o primeiro despedimento, pode ser útil procurar ajuda profissional, como um psicólogo ou coach de carreira profissional.

Porque é importante saber lidar com o primeiro despedimento?

Ultrapassar o despedimento é uma parte importante para seguir em frente. Quando assimilar e aceitar a decisão do seu empregador, poderá dar os passos para reconstruir a sua carreira.

Muitas vezes, a decisão de despedimento pode dizer mais sobre a empresa do que sobre si como indivíduo e, por isso, não vale a pena ficar a cismar no assunto.

É importante compreender e assimilar que no seu percurso profissional poderá sempre haver momentos em que os seus pontos de vista são diferentes da visão do seu empregador.

Ao conseguir lidar e superar o despedimento, conseguirá dar a volta por cima, seguir em frente, e poderá continuar a crescer como indivíduo e profissional.

Share.