Continua após a publicidade.
ad

Sabe que é importante, mas não sabe por onde começar e procura dicas para melhorar o seu inglês? Pois bem, reunimos dez que, com certeza, o vão ajudar.

O inglês é um idioma mais utilizado num mercado de trabalho cada vez mais global e ser fluente ou não na língua pode marcar uma grande diferença em muitas áreas profissionais.

Se está na hora de apostar nesta ferramenta para conseguir fazer mais e chegar mais longe na sua carreira, comece já hoje.

O idioma já faz parte do currículo escolar desde o primeiro ciclo. Usamos estrangeirismos numa conversa normal. São muitas as ferramentas de comunicação pessoal e de trabalho que a têm como base.

Possuímos especial facilidade na aprendizagem de novos idiomas e sabemos que o Inglês é um dos mais importantes no mundo.

Apesar de tudo, a verdade é que ainda há muita gente, mesmo com elevado nível académico, que não têm conhecimentos suficientes (ou mesmo muito básicos) que lhes permitem uma conversação fluente, ou que não dominam, de todo esta língua estrangeira.

Melhore o seu inglês: 10 dicas práticas

Aprender ou melhorar o inglês, como outra língua, requer dedicação, treino e, sempre que possível, contacto direto.

Se tiver disponibilidade, pode inscrever-se num curso de Inglês adequado ao seu nível e necessidades específicas. Há muitos disponíveis no mercado. Há a possibilidade de se inscrever num curso a distância, o que pode facilitar a sua frequência sem ter fazer mais deslocações.

Caso prefira e assuma o compromisso, poderá adquirir um curso online e ir aprendendo sozinho, ao seu ritmo. Também poderá conseguir versões online gratuitas.

2

Utilize plataformas e aplicações

Os aplicativos e plataformas ajudam a aprender o idioma a partir de poucos minutos por dia. Você também pode usar para aprimorar no dia a dia de uma maneira simples e rápida. Conheça alguns exemplos:

Continua após a publicidade..
  • Hello Talk: é uma plataforma para interagir com falantes nativos do inglês;
  • Duolingo: oferece lições rápidas e tem um sistema de gamificação. Você ainda pode criar grupos com amigos;
  • SpeakingPal English Tutor: é bastante interativo e apresenta lições rápidas de forma divertida;
  • Site da Cambridge: corrige textos com feedbacks sobre a escrita;
  • FluentU: diversos podcasts em inglês;
  • Lyrics training: auxilia a compreender letras das músicas de uma forma prática;
  • Meet Up: plataforma para interagir com pessoas de diferentes países e idiomas.

Pode ser um estágio, uma formação, um programa Erasmus ou outro. Se tiver a oportunidade de passar uma temporada num país onde se fale inglês, essa é das estratégias mais eficazes e rápidas para aprender.

Ao ser obrigado a falar vai faze-lo e aperfeiçoar, mesmo que cometam alguns erros pelo meio. Para além disso, conhecerá pessoas novas, uma cultura diferente, fará novos contactos e ganhará uma experiência enriquecedora para a vida, a qual poderá, mesmo, abrir-lhe outros horizontes.

Se for sozinho e ficar alojado em casa de uma família nativa, será a forma ideal de aprender ou aperfeiçoar o seu inglês.

Entender o que ouve ou lê é importante, mas para conseguir ser fluente em inglês, como noutra língua, deve ser capaz de falar e escrever, fazendo-o corretamente.

Para treinar a comunicação verbal e escrita em inglês, ouça frases e excertos e repita de seguida o que ouviu em voz alta. Poderá gravar e comparar. Em simultâneo escreva para associar as duas vertentes das palavras/expressões e memorizar.

Numa primeira fase, e caso se sinta mais confortável, poderá ajudar ter um diálogo consigo próprio. Pode parecer estranho, mas funciona. Experimente situações comuns do dia a dia. Vai reconhecer resultados.

Veja também
Roteiro de Londres: tudo o que deve ver na capital do Reino Unido

Continua após a publicidade..

6

Ver filmes e séries sem legendas

Se gosta de ver filmes e séries, essa pode ser uma excelente maneira de aprender Inglês, se optar por não recorrer às legendas em Português.

Isso vai querer uma maior atenção ao que está a ouvir de modo a perceber e a familiarizar-se com a língua. Comece por histórias mais simples ou que até já conheça.

Poderá começar por deixar as legendas em inglês e anotar as palavras que não conhece, dessa forma vai aumentar, também, o seu vocabulário.

A regra aplica-se também Português: ler é essencial para escrever corretamente. A leitura permite memorizar a grafia das palavras e, assim, saberá como as escrever.

Pode ser um pouco mais difícil, mas é essencial se quer realmente melhorar o seu inglês. Escolha um livro mais pequeno ou com uma história mais simples.

Evite conteúdos muito complexos ou técnicos. Tenha consigo um dicionário de Inglês-Português enquanto lê e faça-o sem pressa. Releia as vezes que for necessário para entender.

A internet não tem limites e é uma ferramenta muito útil para quem quer aprender ou aperfeiçoar o seu inglês. Há mesmo quem consiga tal proeza através dos jogos disponíveis online.

Apesar de ser, habitualmente um inglês mais popular não deixa de ser relevante para aprender a comunicar e treinar essa mesma comunicação.

9

Interação com pessoas nativas

À semelhança do que acontece nos intercâmbios, ter a oportunidade de interagir com pessoas nativas é a melhor maneira de melhorar o seu inglês.

Poderá faze-lo online, através foruns, grupos ou plataformas digitais, ou pessoalmente, frequentando alguns locais onde sabe que poderá encontrar pessoas que falam o idioma, integrando grupos de pessoas em intercambio em Portugal ou mesmo através de programas de voluntariado que permitam esse contacto.

10

Trocar o idioma do smartphone

Todo o contacto diário com o idioma, por mais breve que seja, facilita a sua aprendizagem e aperfeiçoamento. Trocar o idioma do seu smartphone pode ser uma boa estratégia para se forçar a lidar com maior naturalidade com o inglês. O recurso ao GPS também ajuda. Nesses momentos, aproveite para praticar e repita ou que ouve ou leia.

Afinal, o smartphone é um elemento com forte presença no quotidiano. Aproveite isso.

Estas são apenas algumas dicas para melhorar o seu inglês. Entenda quais é que se adequam melhor ao seu dia a dia e necessidades, ou descubra outras que o possam ajudar, para que quando alguém lhe perguntar “Do you speak english?” possa responder “Yes!”.

Share.