A Profissão de Tradutor: Uma Evolução Necessária para a Inclusão

Continua após a publicidade.
ad

A profissão do tradutor e intérprete de língua de sinais, também conhecida como Libras-Português, desempenha um papel fundamental na comunicação e na inclusão da pessoa surda na sociedade. Ao longo dos séculos, a forma como a sociedade enxerga e atribui significado à pessoa surda tem passado por transformações significativas. Nesta aula, vamos analisar a relação íntima entre a profissão de tradutor e intérprete de Libras-Português e a mudança na forma como a sociedade vem significando a pessoa surda.

A citação apresentada traz importantes reflexões sobre a relação entre a profissão do tradutor e intérprete de Libras-Português e a forma como a sociedade tem compreendido as pessoas surdas. Ela ressalta que ao longo dos séculos, diferentes abordagens e interpretações foram adotadas para compreender aqueles que não escutam. A partir dessa compreensão, podemos buscar a alternativa correta.

Continua após a publicidade..

Alternativas:

Continua após a publicidade..
  1. A profissão do tradutor e intérprete de língua de sinais é antiga e data da Idade Média, quando os surdos passaram a ser vistos como pessoas com alma.
    • Essa alternativa não é correta, pois não há evidências históricas de que a profissão do tradutor e intérprete de Libras-Português existisse na Idade Média.
  2. A profissão do tradutor e intérprete de língua de sinais passou a ser reconhecida conforme a significação da pessoa surda foi se modificando.
    • Essa alternativa é correta, pois a citação sugere que o reconhecimento da profissão está intrinsecamente ligado à forma como a sociedade atribui significado à pessoa surda, ou seja, conforme a significação da pessoa surda foi se modificando, a profissão passou a ser reconhecida.
  3. Na perspectiva de uma sociedade inclusiva, as pessoas surdas não encontram dificuldades de acesso à informação, por isso não precisam de tradutores e intérpretes de língua de sinais.
    • Essa alternativa não é correta, pois a perspectiva de uma sociedade inclusiva reconhece a importância dos tradutores e intérpretes de Libras-Português na garantia do acesso à informação para as pessoas surdas.
  4. A profissão do tradutor e intérprete de língua de sinais começou a ser regulamentada na Modernidade, com o advento das escolas para surdos.
    • Essa alternativa não é correta, pois a regulamentação da profissão do tradutor e intérprete de Libras-Português ocorreu em um momento posterior à sua origem e às primeiras escolas para surdos.
  5. Apesar do entendimento da real necessidade da profissionalização dessa função, no Brasil, não há uma legislação específica da função do tradutor e intérprete de língua de sinais.
    • Essa alternativa é correta. Apesar do entendimento da necessidade da profissionalização do tradutor e intérprete de Libras-Português, no Brasil ainda não existe uma legislação específica que regulamente essa função. No entanto, é importante ressaltar que existem esforços e iniciativas para promover o reconhecimento e a regulamentação da profissão, visando garantir a qualidade dos serviços prestados e a inclusão efetiva da pessoa surda na sociedade.

Leia mais: Celebrando a Diversidade encontrando Harmonia nas Diferenças

Conclusão: A profissão do tradutor e intérprete de Libras-Português desempenha um papel essencial na comunicação e na inclusão da pessoa surda na sociedade. A análise da citação apresentada nos permite compreender a relação íntima entre essa profissão e a mudança na forma como a sociedade tem significado a pessoa surda ao longo dos séculos. É fundamental reconhecer a importância desse trabalho e buscar a regulamentação adequada, garantindo assim o acesso à informação e a participação plena da pessoa surda em todos os aspectos da vida social, cultural e educacional.

Share.