pistasia a interação entre pares de genes na determinação do fenótipo

O que é epistasia?

Continua após a publicidade.
ad

Epistasia é um fenômeno genético em que pares de genes, com segregação independente, podem agir conjuntamente na determinação de uma mesma característica fenotípica. Em outras palavras, um gene “epistático” pode afetar a expressão de outro gene, modificando o fenótipo final da característica em questão.

Como ocorre a epistasia?

A epistasia ocorre quando um gene epistático interfere na expressão de um gene alélico, ou seja, um gene presente em um par de alelos. Por exemplo, imagine um gene A que determina a cor dos olhos e um gene B que determina a cor do cabelo. Se o gene A é dominante e o gene B é recessivo, a expressão do gene B pode ser “silenciada” pelo gene A, resultando em olhos azuis e cabelo castanho, mesmo que haja um alelo recessivo para cabelo loiro presente.

Continua após a publicidade..

Exemplos de epistasia

Um exemplo clássico de epistasia é o caso dos ratos albinos, nos quais a falta de pigmentação é causada por uma mutação no gene da tirosinase, uma enzima envolvida na produção de pigmentos. No entanto, a expressão do gene da tirosinase pode ser modificada por um gene epistático, que pode resultar em ratos com pelagem branca, mas com olhos escuros. Outro exemplo é o gene responsável pelo padrão de pelagem “manchado” em gatos, que é controlado por vários genes epistáticos.

Continua após a publicidade..

Confira tambem: João vendeu sua bicicleta a 360 reais, o que era 80% do que ele havia

Conclusão

A epistasia é um fenômeno genético importante, pois pode explicar como vários genes podem interagir para determinar uma mesma característica fenotípica. É um assunto importante tanto para a compreensão da genética em si quanto para a aplicação prática, como na seleção animal e na medicina personalizada.

Share.