Continua após a publicidade.
ad

O LinkedIn é uma rede social que pode ser determinante na procura de uma oportunidade de emprego. Saiba como a usar.

Saber como usar o LinkedIn vai permitir-lhe tirar partido desta rede social para conseguir uma oportunidade de emprego.

Vale a pena perceber como usar o LinkedIn, visto que esta é a rede social mais conhecida e usada por profissionais para mostrarem as suas competências e experiências e por empresas para recrutar mão de obra qualificada.

Para iniciantes, ou para todos o que procuram apresentamos algumas dicas que deve ter em conta para tirar partido da plataforma, ligando-se aos seus pares e empresas (potenciais empregadoras), em Portugal ou no mundo.

Aliás, grande parte das empresas já procede ao recrutamento de trabalhadores através deste rede. Por isso, é fundamental que lá esteja e, mais importante, saiba o que pode e deve fazer por lá.

Sobre o LinkedIn: o que precisa de saber

O LinkedIn é uma rede social para profissionais, um espaço de marketing pessoal e não para lazer como o Instagram ou o Facebook – é um espaço de networking.

Por que deve usar esta rede?

Através do LinkedIn o utilizador pode tornar publico o seu Curriculum Vitae, trabalhos e publicações sobre matérias que domina ou estuda, bem como recomendações de entidades e colegas e tem acesso a um universo de vagas de emprego na sua área profissional.

A plataforma permite, pois, a conexão entre pares da mesma área, mas cria também uma ponte com empresas, as quais usam (de um modo crescente) a plataforma para contratar novos trabalhadores.

O LinkedIn responde, ainda, de forma adequada às exigências do mercado atual, onde se destaca o teletrabalho ou trabalho remoto, bem como atividades exclusivamente digitais e online.

Continua após a publicidade..

Hoje, candidatos e empregadores procuram processos ágeis e simples e esta rede social permite isso mesmo.

Como usar o LinkedIn: tudo o que deve saber

Um profissional que queira usar o LinkedIn deve, antes de mais, aceder à plataforma e registar-se com seu e-mail para criar um perfil.

Deve usar um endereço pessoal ao qual tenha acesso sempre. Evite utilizar um e-mail ligado a qualquer empresa da qual possa sair e perder o acesso.

O LinkedIn é grátis e permite publicar o percurso profissional, outras atividades e interesses, recomendações de colegas de profissão, conteúdos e outros, para além de fazer a ligação a outros utilizadores de interesse – pares e empresas – bem como ter acesso a vagas de emprego na área.

Há ainda uma versão pró, sujeita a subscrição, a qual permite ter acesso a mais ferramentas para, por exemplo, ver quem acedeu à sua página, bem como um melhor posicionamento nas pesquisas dentro da plataforma.

7 passos para um perfil de sucesso no LinkedIn

Após ter ter criado o perfil no LinkedIn, poderá clicar no topo da página para “visualizar perfil”. A partir daqui, vai construir a sua página.

Continua após a publicidade..

O que contém o perfil?

Ao lado esquerdo da sua página existe o local para inserir a sua foto.
Escolha uma boa imagem, visível e sem qualquer exagero, adequada às funções profissionais que exerce e/ou às quais se candidata.

Encontra uma área para edição de informações básicas e breves. Por exemplo:

  • Nome e apelido
  • Formação
  • Cargo profissional (que ocupa ou pretende ocupar)
  • Principais funções ou competências
  • Outras informações relevantes

Encontra uma segunda secção de informações. Aí deve inserir um resumo breve e interessante sobre o que já fez, atividades e competências em que se destacou, ou outras informações importantes.

Área onde é possível dar destaque, nomeadamente:

  • Publicações (feitas no LinkedIn)
  • Artigos da especialidade escritos por si
  • Links para conteúdos online (preferencialmente, conteúdos da própria autoria)
  • Imagens, apresentações ou documentos

Nesta secção, é possível inserir toda a experiência profissional – atual e passada – empresas, funções ocupadas e responsabilidades, de acordo com o que tem no CV.

  • Nome da empresa (Muitas empresas já tem seu nome cadastrado, basta selecionar)
  • Nome do cargo
  • Tipo de emprego (tempo integral, freelancer, etc.)
  • Data de início e fim;
  • Descrição de todas as atividades inerentes à função
  • Localidade

Caso tenha uma experiência muito vasta, escolha as funções mais importantes para o trabalho que deseja desempenhar no futuro.

Apresente as informações sobre a sua formação académica relevante para a área profissional onde atua ou pretende atuar: licenciatura, outros cursos, formações.

Pode fazer uma pesquisa usando o nome de uma pessoa ou empresa específica. Com as suas informações, o LinkedIn também começa a cruzar informações e apresentar perfis de colegas atuais ou do passado, através da ligação à mesma instituição de ensino ou entidade, por exemplo.

Adicione quem conhece de facto e que possa, inclusive, recomendá-lo. Mais do que a quantidade de contactos é importante a qualidade dos mesmos. O ideal que os mesmos abram caminho para os seus objetivos.

LinkedIn: outras informações

Trate todas as informações e conteúdos partilhados com cuidado e de forma adequada ao seu perfil e objetivos.

Mantenha-se ativo e atento a esta rede social e a todas as vagas que vão surgindo, bem como estabelecendo novos contactos , à semelhança do que faria se estivesse numa procura ativa diária de emprego.

Agora que sabe como usar o LinkedIn, comece já hoje e aumente as probabilidades de sucesso para a sua carreira.

Share.