Continua após a publicidade.
ad

Saiba como fazer uma crítica construtiva no trabalho e como lidar com este tipo de situação, quando é aquele que recebe a crítica.

Para evitar conflitos dentro do ambiente de trabalho, é
importante saber como fazer uma crítica
construtiva
 de forma eficaz e entender a sua importância para o
crescimento de um profissional.

A
verdade é que a maioria das pessoas não está recetiva a receber críticas ao seu
trabalho. Isto acontece porque atribuem à crítica uma conotação negativa e
destruidora.

Por
outro lado, também não sabem qual a melhor forma para o fazer sem gerar
sentimentos negativos no outro.

Fique
connosco e aprenda a lidar com as críticas construtivas no ambiente de
trabalho.

O QUE É UMA CRÍTICA CONSTRUTIVA?

Uma
crítica é entendida como a expressão de uma opinião individual em relação a
determinado assunto, como por exemplo, o comportamento de uma pessoa.

Uma crítica
construtiva
, além de um ponto de vista, é um “motor” que contribui para
ajudar o outro no seu desenvolvimento, tendo em conta os seus interesses e
necessidades.

Em
contexto laboral, uma crítica construtiva permite ajudar um profissional a
melhorar o seu desempenho e a alcançar os melhores resultados dentro da
organização, ou seja, é sinónimo de uma mudança positiva.

Quando
fazemos uma crítica construtiva em ambiente de trabalho, estamo-nos a referir a
pequenos comentários, feitos com empatia e relevância – capazes de
melhorar a forma de trabalho ou comportamentos do outro.

De um
modo geral, as críticas construtivas para um bom líder ou dentro de uma
empresa, funcionam como um feedback. Isto é, como uma indicação para o outro
sobre aquilo que pode ser melhorado.

Continua após a publicidade..

COMO FAZER UMA CRÍTICA CONSTRUTIVA NO TRABALHO: 4 DICAS

Para fazer uma crítica construtiva de forma eficaz, deve ter em conta os aspetos que listamos a seguir.

1.

Pense antes de criticar – defina um objetivo e proponha soluções

Antes
de dirigir a sua crítica deve avaliar de que forma irá acrescentar valor ao
outro – este é um aspeto bastante importante que deve ter em consideração.

Se o seu conteúdo for apenas destrutivo e prejudicial, opte pelo silêncio. Caso a finalidade da sua crítica não seja construtiva, apenas servirá para comprometer a autoestima, a motivação e o desenvolvimento pessoal e profissional do seu colega de trabalho. Por isso, pense bem antes de apontar os erros de alguém e evite conflitos.

Para além disto, se vai criticar alguém é importante que se certifique que o seu objetivo é melhorar a qualidade de trabalho e eficiência do seu colega ou equipa. Opte por definir um objetivo e propor soluções específicas.

2.

Continua após a publicidade..

Reconheça as capacidades da pessoa em questão

Como
já referimos, uma crítica não tem necessariamente de ser destrutiva. Opte por
realçar um aspeto negativo reconhecendo o valor e as capacidades do seu colega
de trabalho.

Ora, ao acrescentar algo positivo à sua crítica construtiva, é muito mais provável que o seu colega reaja de maneira favorável e que aceite assim as suas propostas.

3.

Tenha cuidado com as suas palavras – seja breve e conciso

Repare
– ao fazer uma crítica construtiva não precisa de estar a massacrar o seu colega
com críticas. Foque-se num discurso direto e breve, enaltecendo os principais
pontos-chave a ser retidos.

Não
seja indelicado, o objetivo é motivar a pessoa a ser melhor.

Para além da importância do conteúdo é fundamental saber como comunicar uma crítica. Escolha um tom de voz assertivo e expresse a sua ideia de forma clara e objetiva. Garanta que o que é comunicado é totalmente compreendido e sem risco de originar  possíveis situações de conflito ou desentendimento.

É importante também dar oportunidade à pessoa que foi criticada
de dar a sua opinião, identificar o que pode ser melhorado e ela mesma oferecer
as suas sugestões de melhoria.

Assim, conseguirá fortalecer uma relação de confiança no ambiente de trabalho e dará lugar a um espaço aberto de comunicação e partilha de ideias.

4.

Ofereça ajuda e apresente soluções

Se for caso disso, ofereça-se para ajudar
e partilhe as suas experiências em que tenha tido dificuldades para que o seu
colega não se sinta sozinho e desmotivado.

Afinal, apresentar erros a alguém é muito
fácil, mas uma crítica nunca deve ser encarada como um julgamento ou uma
ofensa. Uma crítica construtiva deve identificar os pontos fortes de cada
profissional e as suas necessidades de melhoria, deve ainda oferecer soluções
para potenciar a performance dos colaboradores e impulsionar os melhores
resultados em prol de um objetivo comum.

Assim, será possível aumentar o desempenho e a motivação de um profissional, estimular a confiança entre colaboradores e promover o reconhecimento da importância dos valores individuais para alcançar os melhores resultados.

Muitas pessoas não
reagem bem quando recebem críticas na sua vida pessoal ou profissional. No
entanto, se a crítica for bem formulada e se for construtiva deve ser encarada
como uma oportunidade de aprendizagem e desenvolvimento.

Em contexto organizacional, uma crítica
construtiva permitirá criar relações de proximidade, fortalecer a confiança
entre os colaboradores e aumentar a motivação dos profissionais para
progredirem na sua carreira.

Por isso, sempre que receber uma crítica construtiva sinta-se
entusiasmado por acreditarem no seu valor enquanto profissional, agradeça à
pessoa que a fez e demonstre recetividade para futuros feedbacks.

Vantagens deste tipo de críticas

  • Estes tipos de críticas podem ser altamente construtivas quer para o lado pessoal como profissional.
  • Melhoria da eficácia e eficiência do trabalho que o profissional ou a equipa desenvolve.
  • As críticas construtivas permitem ao profissional perceber que algum método utilizado frequentemente ou atitude perante um projeto poderá não ser a mais correta para alcançar o sucesso.
  • Permitem também salientar pontos positivos e mostrar qual o caminho correto a percorrer.
Share.